logo

balao

Arnaldo Campos


Onde estamos?
Arnaldo Campos

No mesmo poema, o retorno, que não chega a ser resposta, mas apenas uma primeira reação, que será aprofundada ao longo do perigoso mergulho: Estamos em ferida / Aberta há mais de muitos anos / Com pás, enxadas e uma vasta gama de suores e traçados. O que não impede a poeta de atirar-se em Ícaro e tentar uma busca, começando pelo primeiro momento de sua existência, quando a labareda / derrete o metal / que me forma / sem consentimento. E prosseguir na lembrança da casa, da paisagem, dos seres. Dos objetos. Estes, talvez, menos enfatizados que em Amenas Inferências, primeiro livro de Liana, persistem, embora cedendo aos confrontos e achegos humanos. E eis que, enquanto margaridas plásticas proliferam no altar da Santa, a menina se preocupa em provar à mãe e às tias, que fiquei mocinha, já fumei na pedreira, fugi dos guris… Um prenúncio de vivências eróticas que desabrocharão em excepcionais momentos em O Provador, no terceiro bloco do livro, depois do lirismo dos quinze anos, em Ilusões, e do culto ao mistério, pelo qual rejeita-se / a permanente e morta pedra / aos pingos ritmada, no sutilíssimo O Jogo e os Aspectos, inseridos na segunda parte.
No quarto bloco, intitulado O Inexperiente, a prática de uma postura autêntica e da busca de si mesma, exercitada pela poeta ao longo de todo o livro, se acentua ainda mais, mesmo que isso possa custar sofrimentos conseqüentes de confrontos e abalos, quando a luta não termina bem e torna-se irrecuperável a ilusão. Anteriormente já fora dito: Mais vale a ousadia que petrificar e ficara bem definida a disposição à luta em Recarga, pequena obra-prima de poema: Os incidentes / não me porão / em xeque-mate.
Nos poemas Deriva e Preferências, o ar abafado se adensa e prenuncia a explosão final em Roma, poema em cinco atos em que a pergunta de abertura do livro, subjacente a tod os os dramas aqui versificados, continuará apenas como pergunta, pois equivocam-se / os que descobrem mil respostas / na boca da caverna.
Estados Empíricos, portando, é um mergulho no irrespondível da existência. E, no retorno à superfície, embora continuemos com a indagação, certamente estaremos enriquecidos. Liana Timm soube aprisionar os fugidios pontos de luz e sombra. E os recriou, para nosso encanto.



Na rede